Vantagens De Ter Um Domínio Respectivo Para o Teu Web site


IG Colunistas - Iboy - Dicas De Jeito, Namoros, Relacionamentos, Sexo E Paqueras


O conceito de mídia social não era novo e a ideia do Facebook foi baseada numa expansão de quase 40 anos. Desde que a internet foi criada as conexões virtuais entre pessoas puderam ser ampliadas, essencialmente de um a outro lado dos emails e dos comunicadores instantâneos como os messengers. Por definição, uma rede social poderá ser caracterizada como uma comunidade virtual no qual os membros possuem um perfil respectivo e estabelecem conexões com outros participantes, falando infos. Desde as origens da internet de imediato se falava pela comunicação de usuários com interesses comuns afastados geograficamente através de mensagens eletrônicas.


Com o surgimento da world wide internet assim como começaram a desenvolver-se as comunidades virtuais nas quais os usuários podiam elaborar suas páginas pessoas, com destaque para o Geocities. A primeira rede social nos moldes das atuais foi a SixDegrees. Ela era direcionada destinado a pessoas reais que se conheciam e estabeleciam conexões com algumas pessoas, podendo construir um perfil com intenção de descobrir pontos em comum entre elas. A SixDegrees tentava mapear as relações existentes entre pessoas reais que utilizam seus nomes verdadeiros. A maneira de convite era através de um email dos membros da mídia social (alguma coisa incrível na data) e cada usuário podia desenvolver um perfil pessoal com informações sobre o assunto interesses e características.

  • 40-60% - Web sites de assunto
  • 4 - OnePress
  • 2° território - 84.297 pts
  • Está disponível a cada hora
  • Localização (é boa descrever pra seus seguidores em que região você está)

A SixDegrees era um extenso produto, entretanto fora do teu tempo. O gasto de desenvolvimento e manutenção do site era altíssimos pois demandava muita gente especializada e licenças de software caras. Outro problema estava na velocidade de acesso dos usuários que ainda utilizavam na sua maioria redes discadas. Somado a isso, naquela data a disponibilidade de câmeras digitais ainda era limitada a poucos, fazendo com que a ferramenta não tivesse espaço pra colocação de imagens nos perfis. Outras outras iniciativas de mídias sociais segmentadas surgiram nos anos seguintes contudo foi em 2002, com o surgimento do Friendster, que algo novo movimentava de novo este mercado.


O fundador, Jonathan Abrams, apostou pela chance de aproximar pessoas pra novos relacionamentos mas por intermédio da conexão com amigos dos amigos e usando seus nomes e perfis reais. O sucesso do Friendster foi imenso desde o começo. Milhões de usuários se cadastraram nos primeiros meses e a mídia especializada em negócios agora apontava a empresa como o futuro da internet e até mesmo como o próximo Google. Tudo parecia estar no caminho certo mas a infraestrutura subdimensionada para operar a ferramenta começou a tornar a experiência dos usuários lenta e problemática.


Cada página levava longo tempo para carregar e, pra piorar, começaram a surgir muitos usuários com perfis falsos que contrariavam a ideia original do Friendster. Esses perfis foram deletados por decisão do fundador causando revolta a alguns deles. Na data começava a continuar claro que haveria dois tipos de redes sociais: as pessoais e as profissionais, sendo muitas mais ou menos segmentadas.


O MySpace aproveitou que o Friendster enfrentava problemas de desempenho e começou a trazer usuários, principlamente aqueles que haviam sido expulsos por utilizarem perfis falsos. Ele nasceu com robusto vinculação à indústria da música e fez grande sucesso alguns anos, sendo durante 2005 e 2008 a rede social mais visitada no mundo, passando inclusive o Google em 2006 no número de visitas/mês.


Porém a estratégia de desenvolver a rede em volta da música e entretenimento contou-se ineficaz pra combater o Facebook que focou em aprimorar a experiência das relações pessoais, e também abrir a plataforma pra desenvolvedores externos. O Orkut, mídia social do Google, bem como foi lançado semanas antes do Facebook. Mesmo no local universitário o Facebook não foi o pioneiro nas redes sociais. Stanford, Columbia e Yale neste instante possuíam serviços semelhantes.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *